Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 14 de Agosto de 2022 - 01:35

CANDIDATA DO MDB

“Tebet é inviabilizada e vai consumir fundo eleitoral”, diz Janaina

25 de Julho de 2022 ás 10h 44min, por CÍNTIA BORGES
Foto por JLSiqueira/ALMT

Vice-presidente regional do MDB, a deputada Janaina Riva defendeu que a pré-candidata à presidência da República Simone Tebet recue e abra espaço para que os emedebistas possam definir apoio ao ex-presidente Lula (PT) ou Jair Bolsonaro (PL).

Janaina já anunciou que vai apoiar campanha encabeçada por Bolsonaro. Segundo ela, o lançamento da senadora à presidência da República tira recursos do fundo eleitoral, e Tebet não tem perspectiva de vencer as eleições. 

“Nós temos hoje uma política que está dividida, radicalizada e polarizada. Nós temos o Lula e Bolsonaro enquanto candidatos. E dentro do MDB, a maioria já se posicionou ou com Lula ou com Bolsonaro”, afirmou.

“Uma candidatura a presidente consome muito do fundo partidário, vai levar R$ 30 milhões a R$ 40 milhões do fundo partidário do MDB. Então ela teria que ter condições de eleição. Não tendo condições, a nossa ideia é que possa escolher entre Lula ou Bolsonaro e esse recurso que poderia ser utilizado para uma candidatura de presidente da República, vai para as proporcionais”, completou.

Segundo a deputada, as pré-candidatas já foram avisadas que poderão ter recursos diminuídos nas campanhas. E isso trouxe descontentamento.

“As mulheres do partido, em especial, estão preocupadas, porque já começaram a dizer: ‘não vai ter recurso para todo mundo’.  Nós temos uma candidata a presidente inviabilizada, que vai consumir fundo partidário. E as mulheres que estão na ponta vão ficar sem recurso? A discussão na questão da nacional é essa”, afirmou.

Convenção nacional 

O presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, tem defendido a pré-candidatura da senadora Simone Tebet para contrapor a polarização entre Lula e Bolsonaro. 

A convenção do MDB está prevista para o próximo dia 27 e nacionalmente será feita de maneira online. Alas do MDB tentam pressionar Baleia para que seja adiada a convenção para 5 de agosto, último dia do prazo legal, e feita de forma presencial.

Janaina apontou que chegou a conversar com Baleia Rossi sobre a possibilidade do adiamento do encontro.

“O presidente Baleia tem sido muito pressionado. Eu falei com ele sobre isso, as mulheres precisam de atenção. Não adianta defender no discurso que precisamos de mais mulheres e na hora de ter suporte financeiro, o partido dizer que não tem”, afirmou.