Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 18 de Outubro de 2021 - 03:31

PROLONGAMENTO DA FERRONORTE

Russi: AL agiu na hora certa para garantir concessão de ferrovia

24 de Setembro de 2021 ás 16h 02min, por LISLAINE DOS ANJOS E CÍNTIA BORGES

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), afirmou que a Casa agiu "na hora certa" para garantir que o Governo Mauro Mendes conseguisse fazer a concessão da primeira ferrovia estadual do país.

A obra, que será executada pela Rumo Logística S/A por R$ 11,2 bilhões em recursos privados, consiste no prolongamento da malha ferroviária da Ferronorte, saindo de Rondonópolis e passando por Cuiabá, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. São 730 quilômetros de extensão.

“O Parlamento agiu na hora certa, quando [Eduardo] Botelho ainda era presidente. A PEC [que permitiu a concessão] teve o apoio dos 24 deputados”, afirmou.

“Sem sombra de dúvidas, a Assembleia deu a sua contribuição, porque deu a possibilidade do desejo do Governo fazer essa concessão para realizar aquilo que era um sonho há mais de 40 anos: a ferrovia chegar a Cuiabá”, acrescentou.

De autoria de Botelho, a Proposta de Emenda Constitucional à qual Russi se refere autorizou o Governo a construir e explorar de forma direta a malha ferroviária no Estado.

De acordo com o presidente do Legislativo, agora os deputados irão se empenhar para garantir que a obra seja executada.

A próxima etapa a ser vencida pela concessionária é conseguir as licenças ambientais necessárias para a implantação dos trilhos.

“O que for preciso encaminhar no Parlamento para que a obra se torne efetiva terá o apoio unânime de todos os parlamentares”, assegurou.

“Todos os deputados entendem a importância da ferrovia para Mato Grosso, porque vai gerar emprego, oportunidade e melhorar a competitividade dos nossos produtos, além dos produtos que vão chegar aqui com preços melhores”, completou.

A obra

O governador Mauro Mendes (DEM) assinou o contrato para concessão da ferrovia nesta segunda-feira (20).

A ferrovia estadual ainda precisa receber a licença ambiental junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) para que a obra seja efetivamente iniciada. A expectativa do governador é de que o projeto comece a sair do papel no 2º semestre de 2022.

A previsão é de que o Terminal de Cuiabá seja concluído até o 2º semestre de 2025 e os de Lucas do Rio Verde e Nova Mutum, até o 2º semestre de 2028.