Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 03 de Dezembro de 2021 - 20:42

FUNDÃO E TEMPO DE TV

Mendes minimiza “lucros” do DEM com fusão: “Tem que ter voto”

12 de Outubro de 2021 ás 10h 15min, por LISLAINE DOS ANJOS E CÍNTIA BORGES
Foto por Michel Alvim/Secom-MT

O governador Mauro Mendes minimizou os “lucros” que a fusão com o PSL trouxe ao Democratas às eleições de 2022, garantindo um dos maiores tempos de propaganda eleitoral gratuita no próximo pleito e acesso a um robusto fundo eleitoral.

Para ele, os recursos não configuram como o ponto principal para a fusão das duas siglas. Mendes afirmou que o que conta na hora da eleição é atuação política.

“Não vejo nos recursos financeiros como maior atratividade de nenhum partido. Vejo [como atrativo] a seriedade e naquilo que ele possa representar”, afirmou.

“Recursos são importantes em qualquer lugar, mas na política você precisa ter votos e, para ter votos, tem que ter a confiança das pessoas. É a pessoa olhar para a cara do cidadão e saber o porquê de votar nele”, acrescentou.

O tempo de TV e rádio e a quantia de verba disponível é dividida entre os partidos de acordo com a representação das legendas na Câmara Federal.

Com a fusão, o partido União Brasil terá a maior bancada federal, uma vez que “nasce” com 81 deputados federais, desbancando o PT que, desde 2010, ocupa o posto. 

A criação da nova legenda foi aprovada pelo dois partidos na quarta-feira (6). Agora, será formada uma comissão instituidora, que enviará o processo de fusão ao TSE.  

A expectativa é que o partido seja oficializado pela Justiça até fevereiro e já tenha número nas urnas nas eleições do ano que vem.