Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 14 de Agosto de 2022 - 03:37

VIOLÊNCIA

Polícia Civil identifica parte da autoria de homicídios causados em 'guerra de facções' em Sorri

02 de Agosto de 2022 ás 13h 23min, por PORTAL SORRISO
Foto por PORTAL SORRISO

A Polícia Civil de Sorriso instaurou oito inquéritos para apurar os dez assassinatos registrados no município em menos de 15 dias. O delegado da Polícia Civil, Eugênio Rudy Júnior, informou que ao menos quatro crimes já estão com autoria identificada. Segundo ele, a maior parte dos crimes é oriunda de guerra de facções. 

Levantamento da Divisão de Homicídios aponta que a maioria das vítimas estava envolvida com o tráfico de drogas ou alguma organização criminosa. Todos que foram assassinados tinham menos de 30 anos de idade.

"Os inquéritos estão adiantados, mas para os pedidos de prisão, os elementos previstos no código de processo penal precisam estar presentes, como ser contemporâneo. As investigações estão fluindo, mas não podemos passar todas as informações para não atrapalhar as investigações". 

Perguntado sobre uma suposta lista com nomes de pessoas “marcadas para morrer” em Sorriso, o delegado disse que não há concreto. "Surgiram listas em Peixoto de Azevedo, Lucas e Sorriso, mas não há nada palpável e não posso afirmar que existe essa lista". 

O delegado frisa que a Polícia Civil está atenta aos crimes de homicídios. "Mas a investigação criminal não pode ser concluída em até três dias. Precisamos conseguir elementos suficientes para que o Ministério Público consiga propor a ação penal para que seja recebida pela Justiça". 

Conforme o Portal Sorriso noticiou, Freddy Henrique Ferreira Testa, de 21 anos, Welson Ribeiro Silva, de 28 anos, e Eli Anderson Monteiro de Souza Arantes, de 23 anos, foram assassinados a tiros no último sábado. Ontem, Guilherme Kauan Almeida Silva, de 19 anos, foi baleado e não resistiu ao ferimento. 

Segundo a polícia, esse é o décimo homicídio em Sorriso nos últimos 12 dias, uma média de quase um assassinato por dia. No dia 19 de julho, Samuel Moreira da Silva Neto, de 25 anos, foi morto a tiros. Três dias depois, em 21 de julho, Josivaldo dos Santos, 21 anos, e Weberson de Sá Rodrigues, de 17 anos, foram brutalmente assassinados.

Já no dia 23 de julho, uma família, que reside no bairro Boa Esperança, em Sorriso, foi rendida por três criminosos que invadiram a casa e mataram a tiros Matheus Barbosa da Silva, 20 anos.

Nessa onde crescente de assassinatos, não somente homens foram mortos. No dia 27 de julho, Maria Eduarda Barbosa da Silva, de 19 anos, foi assassinada dentro de casa. Também foi morto a tiros Douglas Silva da Costa, de 28 anos, no dia 28 de julho.