Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 05 de Julho de 2022 - 17:29

VÍTIMA DE 1 ANO E 8 MESES

Pai é preso suspeito de matar filho com carregador de celular

21 de Junho de 2022 ás 11h 52min, por JOYCY AMBRÓSIO
Foto por ASSESSORIA

Um jovem de 22 anos foi preso suspeito pela morte do filho de 1 ano e 8 meses, ocorrida na segunda-feira (20) em Primavera do Leste. O bebê supostamente morreu enforcado com um fio de carregador de celular enquanto dormia. 

Conforme informações do boletim de ocorrência, foi relatado por um médico que os pais do menino deram entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade por volta das 7h da manhã. No entanto, ele já estava morto.

De acordo com o profissional, o corpo do bebê não apresentava marcas de agressão, mas o pescoço tinha sinais na pele.

Os pais então relataram a polícia que moravam sozinhos em uma quitinete, sendo que o berço do filho ficava no quarto do casal.

Conforme a versão apresentada, ao acordarem pela manhã pra levar o filho na creche, eles perceberam que o menino estava enrolado no pescoço com um fio de carregador de celular.

O pai disse que então desenrolou o fio, mas percebeu que a boca do bebê já estava roxa e ele já não apresentava mais sinais vitais.

O responsável ainda teria tentado reanimar o filho, mas não teve sucesso.

Diante do cenário apresentado, o delegado Allan Vitor de Souza Mata acionou a equipe da Politec, que fez a análise preliminar do corpo da vítima, constatando que havia sinais de lesão na parte interna dos lábios, demonstrando que alguém teria feito força para tapar a boca da criança.

Em conversa com a equipe médica da Politec de Rondonópolis, que realizou a necrópsia, foi relatado que a vítima apresentava sinais de asfixia por obstrução das vias aéreas e lesões na parte interna da cabeça e hemorragia no cérebro, que podem ter sido provocadas por instrumento contundente ou movimentação retida drasticamente da cabeça da vítima.

A mãe da criança também foi ouvida e disse que não percebeu nada, mas relatou ter visto o marido na sala, alimentando a criança durante a madrugada e ainda o momento em que ele colocou o filho no berço e deitou para dormir.

Com base no apresentado, o delegado Allan Vitor, deu voz de prisão ao suspeito sendo o flagrante lavrado pelo delegado plantonista, Honório Gonçalves dos Anjos Neto.

“Os vestígios encontrados derrubaram a versão apresentada pelo suspeito, sendo realizada a sua prisão em flagrante pelo crime de homicídio qualificado” disse o delegado Allan.

O pai da criança foi preso como suspeito e autuado em flagrante por homicídio qualificado. No entanto, o caso ainda será investigado pela Polícia Civil.