Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 21 de Janeiro de 2022 - 07:46

MORTO

Fugitivo da Penitenciária de Água Boa morre baleado em confronto com policiais da Força Tática

13 de Janeiro de 2022 ás 07h 27min, por Hiper Notícia
Foto por Divulgação

Um fugitivo da Penitenciária Major Zuzi Alves da Silva, na cidade de Água Boa (730 km de Cuiabá) identificado como Weste Junio Nunes Gama, de 34 anos, morreu baleado durante um confronto com policiais militares da Força Tática na rodovia MT-326 em Canarana na noite de quarta-feira (12).

Segundo o boletim de ocorrência, Weste seria um dos criminosos envolvidos na tentativa de roubo de uma fazenda às margens da rodovia BR-158 no dia 3 de janeiro.

Além de Weste, outros três fugitivos da penitenciária participaram do crime mas foram capturados por policiais penais na segunda-feira (10).

De acordo com a PM, Weste estava próximo à rodovia MT-326, em uma fazenda perto de Canarana. Em posse das informações, os agentes foram até o local e encontraram o fugitivo caminhando às margens da pista. Ao perceber que seria abordado, Weste atirou na direção dos policiais que revidaram os tiros.

O criminoso chegou a ser encaminhado até o hospital municipal da cidade de Canarana, porém não resistiu aos ferimentos. Nenhum policial ficou ferido na ação.

FUGA DE ÁGUA BOA

Ao todo, 14 detentos de alta periculosidade escaparam da unidade penitenciária no dia 3 de janeiro deste ano. Outras diligências estão sendo realizadas para conseguir deter os demais criminosos. Um cerco policial foi montado nas proximidades para localizar os cirminosos na mata.

Conforme as primeiras informações coletadas na penitenciária pela equipe da Delegacia de Água Boa, os presidiários cavaram um túnel de aproximadamente 30 metros, que saiu da cela 1, localizada na Ala 1 do Raio Azul, destinado a criminosos de alta periculosidade. Para cavar o túnel no piso, que tem entre 20 e 30 centímetros de espessura, os presos utilizaram instrumentos artesanais feitos a partir de materiais das grades e das paredes das celas.