Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 05 de Julho de 2022 - 19:04

SAÚDE EM RISCO

Meio Ambiente orienta sobre risco de queimadas; ocorrências devem ser direcionadas aos Bombeiros

20 de Junho de 2022 ás 09h 07min, por Roneir Corrêa

Nesse período após o término das chuvas, conforme exemplos históricos, o município de Sinop, assim como a região norte e todo o estado de Mato Grosso, entram no período de seca intenso, com grande probabilidade de ocorrências de queimadas. Segundo dados divulgados pela meteorologia do Clima Tempo, a umidade relativa do ar para esta sexta-feira (17) está estimada em mínima de 24%. Essa taxa deve cair ainda mais nos próximos 15 dias, chegando a 18%. A previsão é que a taxa despenque até a chegada do novo ciclo de chuvas, que deve ocorrer no final de setembro, início de outubro.

Em decorrência desse tempo seco, os riscos para queimadas aumenta, conforme o aquecimento provocado pela exposição solar. Por isso, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Sinop orienta a população sinopense sobre os riscos causados pelas queimadas, inclusive aquelas de pequena proporção, quando colocam fogo em folhas, capins e lixos domésticos.

“Por mais pequenos que sejam, a fumaça provocada pelo fogo, independentemente do período do ano, causa descontinuação da qualidade do ar. Se esse foco estiver próximo a alguma área propícia, esse incêndio pode passar para uma área maior e provocar um foco incontrolável, como já vimos em inúmeros casos. Por isso aconselhamos que a população nos ajude, não colocando fogo em capins, lixos domésticos ou folhas. Coloque esses materiais em sacolas e destina corretamente”, explicou a secretária da pasta, Ivete Mallmann.

O comandante adjunto do 4º Batalhão do Corpo de Bombeiros, capitão Diego Oliveira dos Reis, explica que as principais ações a serem tomadas pela população para evitar queimadas são confecção de aceiros; evitar lixos metálicos, vidros e reflexivos em locais de reservas; realizar limpeza dos terrenos e descarta-los adequadamente e, evitar descartes de cigarros nas estradas.

Reis orienta ainda que, caso algum foco seja identificado, a medida imediata é “acionar o Corpo de Bombeiros, por meio do 193, informando sobre a localização do incêndio, os riscos próximos e se há vítimas no local”, complementou.

A fumaça provocada pelas queimadas, em qualquer tempo do ano, causa uma piora na qualidade do ar e consequentemente problemas de saúde relacionadas à respiração. Por si só, o período de seca já causa problemas respiratórios em decorrência da baixa umidade. Associado às queimadas, o problema se agrava.

A preservação do meio ambiente promove, ao menos, oito benefícios como a diminuição da temperatura ambiente, redução na poluição sonora, absorção da água da chuva, preservação da biodiversidade no meio urbano, humanização da cidade e melhoria na qualidade de vida, absorção do gás carbônico, liberação de oxigênio, bem como atua como filtro natural.