Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 21 de Janeiro de 2022 - 08:29

EDUCAÇÃO

Escolas de Sinop recebem 24 novas salas; as estruturas trazem inovação e conforto térmico

11 de Janeiro de 2022 ás 21h 10min, por Ana Rodrigues
Foto por Assessoria

Somando às inovações tecnológicas incorporadas na rotina de educadores e alunos, a Prefeitura de Sinop tem investido na implantação de unidades modulares. Ao todo são instaladas 24 unidades modulares para atender os estudantes da rede municipal de educação, já no início do ano letivo 2022. O conceito estrutural comporta projeto luminotécnico completo, acústica adequada, janelas, dois equipamentos de ar-condicionado, paredes e tetos feitos em lousa, para um ambiente ainda mais lúdico e alfabetizador. As unidades foram construídas sobre sustentação de concreto, que permite o encaixe dos módulos.

As Emebs Armando Dias, Jurandir Liberino, José Reinaldo, Lizamara, Leni Terezinha, Taciana Balth, Rodrigo Damasceno, Sadao Watabane e Valter Kunze, receceberão duas unidades cada. As Emebs Ana Cristina, Basiliano José do Carmo, Centro Educacional Lindolfo Trierweiller, Silvana e Aleixo Schenatto receberão uma unidade cada. Foram investidos R$ 5.212.168,24 de recursos próprios, e oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica – FUNDEB.

Conforme o prefeito Roberto Dorner (Republicanos) ofertar uma educação de qualidade é uma das prioridades da gestão.“Há muitos anos, as escolas municipais de Sinop não eram ampliadas e, com o aumento da demanda de alunos, as vagas escolares estavam cada vez mais escassas. A implantação das novas unidades modulares é uma solução mais rápida e viável encontrada para ampliar as salas de aulas em nosso município. Além de prático, por se tratar de um elemento construtivo feito por modulo, sua execução é muito mais rápida que o método convencional e econômico. O método traz conforto térmico e acústico aos alunos. Todas as salas são espaçosas e climatizadas”, detalha o gestor.

De acordo com a secretária de Educação, Esporte e Cultura, Sandra Donato, as unidades modulares seguem um modelo rápido de construção, pois a estrutura pré-moldada proporciona agilidade na obra. “Além disso, os materiais isotérmicos garantem a qualidade térmica da edificação, reduzindo até 10 cº na temperatura interna e o conforto dos alunos. Além de ser uma construção limpa que não gera resíduos”, informa.

Segundo a diretora Adriane Wilhelm Rodrigues, da Emeb José Reinaldo, faltam só alguns detalhes para que os alunos comecem a estudar nas novas unidades. “É uma questão de dias. Serão acomodados, confortavelmente, 340 alunos do ensino fundamental, nos turnos matutino e vespertino. Ela destaca, que com a nova estrutura, os estudantes terão um ambiente confortável e adequado para sala de biblioteca. Haverá uma interatividade maior e, com isso, um salto na qualidade de ensino” ressalta.

Além das unidades modulares, também são construídas 49 novas salas de aula. E ainda este ano, será iniciada a construção de uma grande escola em tempo integral na região dos Vilas e, também está no planejamento da administração, a implantação de três escolas em bairros estratégicos como Alto da Glória, Nico Baracat e Terra Rica.