Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 14 de Agosto de 2022 - 02:57

COPA MARCELINHO BOIADEIRO

Copa Marcelinho Boiadeiro começa amanhã e reúne mais de 600 atletas

08 de Julho de 2022 ás 11h 46min, por Ana Rodrigues

Começa, amanhã (09), a 9ª edição da Copa Marcelinho Boiadeiro de Futebol de Campo masculino Interbairros 2022. A abertura será Estádio Municipal Massami Uriu, conhecido como Gigante do Norte, às 19h, com entrada gratuita à população, que poderá acompanhar o sorteio que definirá o primeiro confronto da competição.

Com mais de 600 participantes e 36 equipes, a competição irá movimentar o esporte amador do município de Sinop. Para o gerente de esportes, Gabriel Vasconcelos, é um momento único do nosso futebol amador. “Um alegria iniciar mais um evento esportivo de grande porte. Queremos convidar a comunidade para participar da abertura que será realizada neste sábado, e aproveitar pra agradecer o nosso prefeito Roberto Dorner que nos deu um respaldo muito grande para que esse evento acontecesse”, destacou. De acordo com a programação, serão dois meses de jogos, com rodadas às quintas, sábados e domingos.

O nome da competição é uma forma de homenagear o ex-camisa 10 do Sinop Futebol Clube (Galo do Norte), time por onde Boiadeiro atuou durante anos.  A biografia de Marcelinho Boiadeiro levada ao conhecimento público naquela ocasião indicava um histórico de vitórias e amor ao esporte.

Marcelinho Boiadeiro

Marcelo nasceu em Analândia (MS) e chegou em Sinop em 1986, onde seu pai já trabalhava com frigorífico e rodeio, daí surgiu o nome de “Marcelinho Boaiadeiro”. Aos 17 anos, Marcelinho conquistou a Copa Internacional de Futebol pelo Gama Júnior e, em 1990, participou dos Jogos Estudantis em Barra do Bugres onde Sinop sagrou-se campeã no Futsal, e, consequentemente, ele (Marcelinho) foi escolhido o melhor jogador. Dois anos depois jogou pelo Nacional Esporte Club de Rolândia, no Paraná. No ano seguinte, disputou o Campeonato Catarinense pelo Figueirense. Marcelinho, ao longo dos anos, participou de inúmeros campeonatos, inclusive foi o artilheiro da competição e eleito o melhor atleta do Estado. Disputou também os campeonatos em 1999, onde foi Bicampeão Mato-Grossense, em 2000 e 2001, informava o texto biográfico em ocasião da homenagem. Antes de sua morte, em 2012, Marcelinho atuava como empresário no ramo de madeira e pecuária.