Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 21 de Janeiro de 2022 - 08:02

ECONOMIA

CDL vai dar mais de R$ 220 mil em prêmios na campanha de Natal

09 de Novembro de 2021 ás 08h 35min, por Julio Tabile
Foto por Julio Tabile

A Câmara de Dirigentes Lojistas lançou neste mês de novembro a campanha Sonho de Natal. É a maior que a entidade realiza durante o ano.

Serão distribuídos cerca de R$ 220 mil. Entre os prêmios estão, um caminhão com móveis e utensílios, um carro 0 Km, três motos, televisores, um ano de plano de internet, um ano de vale gás, tratamento estético, um ano de compras em supermercado além de mil rasgadinhas, que o consumidor ganha na hora da compra.

Serão distribuídos R$ 68 mil reais nela. Cerca de 600 mil cupons foram entregues às mais de 200 lojas participantes.

O sorteio dos prêmios será dia 23 de dezembro. Conforme o presidente da CDL, Marcos Antonio Alves, os empresários realmente acreditam na campanha, promovendo descontos e decorando as lojas para entrar no clima.

“O grande objetivo da CDL é promover as campanhas para alavancar as vendas no comércio. A nossa pesquisa em parceria com o CISE/Unemat aponta expectativa de aumento nas vendas em mais de 50% em relação ao mesmo período do ano passado”, explicou.

Outro aspecto positivo neste final de ano é o pós-pandemia.

A vacinação avançou, os números de casos da Covid-19 diminuíram e a saúde das pessoas está bem, bem como a saúde financeira.

“O consumidor vem guardando dinheiro desde o ano passado, retraído com o momento de pandemia. Então, agora é a hora de gastar e a tendência é termos um dos melhores períodos natalinos dos últimos 10 anos”, é o que afirma o economista Feliciano Azuaga.

Além da campanha Sonho de Natal, a CDL realiza junto a campanha Solidária, onde os consumidores ganhadores dos prêmios indicam instituições filantrópicas para receber recursos financeiros.