Bem vindo ao Visão Notícias - 18 de Junho de 2021 - 01:19

O cardápio é peixe

Piscicultores aprendem técnicas de embutidos e defumados de pescado

25 de Maio de 2021 ás 15h 29min, por Claudia Lazarotto
Foto por SAMA

É hora do almoço e você recebe uma foto com uma mesa posta. O cardápio é peixe. Peixe defumado. Imaginou o filme, aí? Pois bem. Isso é real. Já passou do meio-dia e dez produtores do Assentamento Jonas Pinheiro continuam com os olhos atentos e ligados na explanação sobre a “Transformação caseira de produtos de origem animal em embutidos, defumados e beneficiamento e conservação do pescado produção e manejo da piscicultura em pequenas propriedades rurais”.

Isso mesmo. Esse é o tema de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Sorriso, o Senar/MT e o Sindicato Rural que está propiciando aos produtores capacitação técnica e desenvolvimento de novas tecnologias. A meta? Ampliar a produção, propiciar novidades para o mercado consumidor e gerar renda extra aos produtores. A formação que iniciou ontem (24) segue até a próxima sexta-feira 928), com 40 horas de curso.

Conforme o secretário adjunto de Agricultura e Meio Ambiente, Márcio Kuhn, essa é mais uma oportunidade para a cadeia produtiva da rede da agricultura familiar. Hoje, o município conta com 120 reservatórios instalados em pequenas propriedades rurais e em que são produzidos peixes de várias espécies. Márcio destaca que os reservatórios foram construídos em parceria pela SAMA com os produtores rurais. “Além de produzir peixes, os reservatórios dão suporte para que os produtores possam cultivar os hortifrútis hoje já comercializados por eles nas feiras municipais”, pontua. “E, visando agregar mais valor, estamos trabalhando com a preparação do pescado”, frisa.

A intenção é fomentar a piscicultura, voltar ao patamar de maior produtor nacional de pescado e garantir que pequenos e também grandes produtores possam tirar do cultivo do peixe sua subsistência profissionalizando cada vez mais a produção. Para isso, além dos cursos profissionalizantes, o Município também criou em fevereiro o Conselho Municipal de Piscicultura.

Márcio destaca que os piscicultores que tenham interesse em construir reservatórios ou saber mais sobre a produção local, podem procurar diretamente a SAMA no horário das 7 às 13 horas. “Estamos prontos para auxiliar”, salienta.