Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 18 de Maio de 2024 - 05:39

FOGO

Pequenos produtores contam com forte logística de combate a queimadas rurais

22 de Setembro de 2023 ás 09h 16min, por Marlene Destri
Foto por ASSESSORIA

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Segurança Alimentar – (SEMASA), por meio do Centro Pró Logística de Apoio à Agricultura Familiar do assentamento Jonas Pinheiro, conta com muito além de equipamentos que possibilitam as atividades como preparo de solo para o plantio. Neste ano foi montado um forte esquema contra queimadas.

Em visita ao barracão da patrulha mecanizada verificou-se que as estratégias de combate ao fogo, em propriedades rurais, montadas no próprio barracão são para evitar que o fogo alcance maiores proporções, disse o coordenador Maurici Alves.

Para terem uma ideia, acrescenta Maurici, em caso de incêndio, contamos com 10 reservatórios de água, entre tanques e riacho. “São pontos concentrados dentro do assentamento. Tudo organizado e preparado para um enfrentamento rápido, em caso de incêndio nas propriedades”, explica.

Neste momento a coordenadoria está sinalizando todo o assentamento Jonas Pinheiro, colocando placas indicativas dos travessões, para, em caso de incêndio, o combate chegue rápido e orientado. “Em caso de queimadas de pequenas proporções o início do combate é feito com o tanque pipa acoplado ao trator, com capacidade de 10mil litros. Já em grandes proporções é solicitado reforço como Corpo de Bombeiros e caminhões pipas da Prefeitura. Para completar a logística de combate a queimadas o local conta, ainda, com quatro pontos de pouso para aeronaves”, reforça o coordenador.

De acordo com o secretário, Marlon Zanella, a parceria com os produtores rurais na mecanização agrícola tem ofertado melhores condições de trabalho aumentando a produção no município. “Essa logística de combate a focos de queimada, tem proporcionado segurança aos pequenos produtores, que todo ano viviam atemorizados pelo risco de perder toda produção. As queimadas se concentram neste período com menor índice de chuva, onde a vegetação seca facilita a propagação do fogo”, destaca o gestor.

Vale lembrar que o período proibitivo das queimadas no Mato Grosso vai de julho até outubro.

Além do secretário, visitaram o Centro de Logística, na tarde de terça-feira (19), o vice-prefeito Gerson Bicego, o secretário adjunto da Semasa, Golmini, o coordenador da Casa dos Conselhos Celso Marcon, o vereador Acacio Ambrosini.