Bem vindo ao Visão Notícias - 04 de Abril de 2020 - 00:28

COVID-19

Prefeitura compra mil testes para diagnóstico do novo coronavírus

25 de Março de 2020 ás 17h 00min, por Visão Notícias com Assessoria
Foto por Assessoria

A Prefeitura de Sinop comprou, via Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires, cerca de mil testes rápidos para diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus. A previsão é que estejam disponíveis ao município em, no máximo, 30 dias, quando passarão a ser empregados pela rede pública municipal em exames de pessoas com suspeita de contaminação. Até o final da tarde de terça-feira, 24 de março, a maior cidade da região Norte registrava 22 suspeitas de Covid-19 e nenhuma confirmação.

Segundo Kristian Barros, secretário municipal de Saúde, o teste rápido diminuirá o tempo de resposta para saber se uma pessoa está infectada, no entanto, para ser confirmado oficialmente, ainda se faz necessário o reconhecimento pelo Laboratório Central do Estado de Mato Grosso (Lacen-MT), em Cuiabá. "Podemos testar positivo já no município, mas só é reconhecido pelo Estado após a contraprova. Antes, só pegávamos o material do paciente com suspeita previamente identificada e mandávamos para Cuiabá, onde o governo realizava a análise via laboratório central. Em nada tira a necessidade de termos a confirmação via Lacen. O que fazemos, apenas, é diminuir o tempo de resposta", afirma Kristian Barros salientando, ainda, que  o critério de utilização dos testes está condicionado à avaliação e decisão médica. 


Atualmente, no Brasil, pelo menos oito kits específicos para diagnóstico do coronavírus estão aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a partir da Resolução 348/2020. Permitem, em muitos casos, ter o resultado em cerca de 20 minutos. A maioria funciona com a coleta de uma amostra de sangue do paciente e que, em contato com um reagente, aponta os níveis que anticorpos produzidos pelo corpo no combate ao Sars-CoV-2 (coronavírus).

"Vão chegar mais testes disponibilizados via Governo? Vão, mas não sabemos quando e quanto, pois a União vai distribuir entre os Estados e cada Estado, por sua vez, entre os municípios. Com os testes que estamos comprando, já mediante a necessidade e avaliação médica, vamos fazendo as análises", acrescentou Kristian Barros, lembrando que demais municípios integrantes do Consórcio também realizaram aquisições de testes rápidos. 

Em Mato Grosso, até a terça-feira, 24 de março, foram contabilizadas 269 suspeitas de coronavírus. Confirmações são sete e com distribuição entre Cuiabá (5), Várzea Grande (1) e Nova Monte Verde (1).