Bem vindo ao Visão Notícias - 17 de Agosto de 2019 - 22:59

SAÚDE

MPE investiga OSS que recebia R$ 4,2 milhões por mês para gerenciar hospital em Sinop

04 de Fevereiro de 2019 ás 07h 15min, por Folha Max

O Ministério Público do Estado, por meio da 13ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, instaurou inquérito civil para apurar possíveis irregularidades na execução do contrato entre o Instituto Gerir e o Hospital Regional de Sinop, firmado sob situação emergencial. O inquérito foi assinado no dia 18 de janeiro pelo promotor André Luís de Almeida.

De acordo com informações já levantadas por um procedimento anterior, uma Notícia de Fato, o MP já possui evidências que as irregularidades atingem o gerenciamento, a operacionalização e a execução de ações e serviços de saúde na unidade. “Considerando as informações presentes do relatório de auditoria 001/2019, elaborado pela Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso, no qual se constatou ausência no cumprimento de metas por parte do Instituto Gerir, bem como inexecuções e execuções indevidas, descumprimento contratual com relação ao fundo de reserva legal, modificações nos anexos do contrato de gestão emergencial 001/2018, sem justificativa administrativa, além de prestação de contas irregular”, fundamentou.

PUBLICIDADE