Bem vindo ao Visão Notícias - 03 de Agosto de 2020 - 17:10

PESQUISE

Moradores de MT podem confirmar pesquisadores do IBGE pelo 190

20 de Maio de 2020 ás 08h 30min, por DA REDAÇÃO VISÃO NOTÍCIAS
Foto por $imgCred

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está coletando dados por telefone para a PNAD Covid, uma versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, em parceria com o Ministério da Saúde. O objetivo é quantificar as pessoas com sintomas do novo coronavírus (Covid-19) e os impactos da pandemia no mercado de trabalho. Em Mato Grosso, os moradores poderão confirmar a identidade dos agentes que farão a coleta pelo Disque 190.

A ação será possível por meio de parceria firmada com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), que concentra as chamadas do 190 por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Os cidadãos que receberem o telefonema da pesquisa poderão ligar para o 190 e informar a matrícula, RG ou CPF do entrevistador. A identidade, então, será confirmada pelo (a) atendente do Ciosp.

As entrevistas duram, aproximadamente, 10 minutos e os moradores têm ainda as opções de confirmar as informações por meio do site Respondendo ao IBGE (https://respondendo.ibge.gov.br/) ou do telefone 0800 721 8181.

Cerca de dois mil agentes do IBGE já começaram a telefonar para 193,6 mil domicílios distribuídos em 3.364 municípios de todos os estados do país. Para definir a amostra da nova pesquisa, o IBGE utilizou a base de 211 mil domicílios que participaram da PNAD Contínua no primeiro trimestre de 2019 e selecionou aqueles com número de telefone cadastrado.

Os primeiros resultados têm divulgação prevista ainda em maio de 2020. A pesquisa vai estimar a quantidade de pessoas que tiveram algum dos sintomas de Covid-19, como febre, tosse, dificuldade de respirar, falta de paladar e olfato, fadiga, náusea e coriza. Também será estimada a parcela da população que procurou atendimento e em quais tipos de estabelecimentos de saúde, dentre outras informações. Para os que não buscaram atendimento, serão questionadas as medidas que adotaram para tratar os sintomas.

Nos casos de internação, será possível saber ainda se o paciente foi sedado, entubado ou colocado em respiração artificial com ventilador. Já nas situações em que não houve deslocamento até uma unidade de saúde, será perguntado se os moradores receberam, por exemplo, a visita de um profissional de saúde na residência ou se tomaram algum remédio com ou sem orientação médica.

A PNAD Covid também vai acompanhar as mudanças no mercado de trabalho neste período de pandemia, abordando questões sobre a prática de home office, os motivos que impediram a busca por emprego e os rendimentos obtidos pelas famílias. Para ver o questionário da pesquisa, clique aqui.

Todas as informações coletadas pelo IBGE têm a confidencialidade garantida pela lei nº 5534/1968, que trata do sigilo da informação e garante que os dados só podem ser utilizados para fins estatísticos.

O IBGE está utilizando a experiência em coleta por telefone de pesquisas econômicas, mas, para definir o melhor formato para a PNAD Covid, o corpo técnico recebeu também apoio de especialistas em amostragem e em pesquisas telefônicas de outras instituições.

(Com informações da assessoria do IBGE)