Bem vindo ao Visão Notícias - 28 de Janeiro de 2020 - 08:34

SAÚDE

Governo investiu R$ 11 milhões para reabrir Santa Casa

30 de Dezembro de 2019 ás 08h 44min, por DA REDAÇÃO COM ASSESSORIA

Uma das ações mais importante promovidas pelo Governo de Mato Grosso em 2019 foi a decisão de assumir a gestão da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, unidade de saúde que interrompeu os serviços prestados aos usuários do Sistema Único de Saúde após uma crise financeira.

O poder Executivo decretou, no dia 02 de maio, a requisição administrativa dos bens da unidade hospitalar. O controle da Santa Casa ficou com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), que realizou um estudo da estrutura e constatou a necessidade de readequação no prédio.

Para realizar os trabalhos, o Governo de Mato Grosso investiu aproximadamente R$ 1,5 milhão para a recuperação e reparos da estrutura, entre eles: troca de piso, pintura, manutenção do telhado, rede elétrica, hidráulica, revitalização das alas da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), cozinha, refeitório, recepção e setor administrativo.

“Nós desempenhamos um grande esforço, principalmente para recuperar as instalações físicas, com o objetivo de melhorar a qualidade dos atendimentos prestados à população, sendo este o maior hospital público gerido pelo Governo do Estado na alta complexidade”, declarou Gilberto Figueiredo, secretário de Estado de Saúde.

Após a conclusão dos trabalhos de readequação, a gestão inaugurou o Hospital Estadual Santa Casa – unidade que detém uma nova personalidade jurídica – e viabilizou que os atendimentos fossem 100% via Sistema Único de Saúde (SUS), com serviços de média e alta complexidades. No dia 29 de julho, a unidade hospitalar iniciou os atendimentos e recebeu os primeiros pacientes. 

Com a reabertura do hospital, pacientes que estavam aguardando por leito da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foram transferidos para nova unidade. Já no primeiro mês de funcionamento, uma força-tarefa foi realizada pela diretoria, que promoveu, durante os finais de semana, mutirões de cirurgias em sete diferentes especialidades para reduzir o número de pacientes que aguardavam na fila da regulação.

A diretora Danielle Carmona relembrou que a unidade “começou do zero, fizemos a reforma, precisamos contratar equipe médica e profissionais da assistência e administrativos para colocar o hospital em funcionamento”. Além disso, a gestora da unidade esclareceu que, mesmo não sendo uma obrigação do Governo de Mato Grosso, a atual gestão se empenhou para resolver o problema da unidade e garantir que a população do Estado não ficasse desassistida.

“O Hospital Estadual Santa Casa é o resultado de muito trabalho, pois o Estado assumiu algo que não era sua obrigação. Tudo isso foi feito pela necessidade da população que ficou prejudicada e sem atendimento. Hoje, estamos aqui, honrando nosso compromisso, com a unidade em funcionamento, prezando pela qualidade na sua estrutura e pela qualidade de atendimento oferecido aos usuários do SUS”, disse.

Os dados de balanço do hospital mostram que, de julho a dezembro de 2019, foram realizadas 351 cirurgias gerais, 325 pediátricas, 76 oncológica adulto, 47 oncológica pediátrica, 94 ortopédicas, 29 vasculares e 10 bucomaxilo.

O secretário estadual de Saúde avalia de forma positiva os números de atendimentos prestados pela unidade e destaca que os trabalhos continuam e visam oferecer outros atendimentos de saúde à população.

“Estamos chegando ao final de dezembro com mais mil cirurgias de alta complexidade.  Em dezembro, o hospital atuou praticamente com sua capacidade máxima – com aproximadamente 220 pacientes internados. Nossa equipe estuda soluções para incrementar ainda mais as especialidades atendidas aqui”, explicou.

Pagamento dos salários atrasados

O Governo do Estado também precisou intervir para resolver o atraso no pagamento dos salários dos servidores da Sociedade Beneficente Santa Casa, que ficaram sete meses sem receber suas remunerações. Uma audiência pública foi realizada no dia 10 junho, no Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas no Tribunal Regional de Trabalho da 23ª Região (TRT-MT). A tratativa resultou em um acordo trabalhista e o poder Executivo, com aporte financeiro da Assembleia Legislativa (ALMT), ficou responsável pelo depósito do recurso de R$ 10 milhões, divididos em seis parcelas.

Segundo a tabela de pagamento, no dia 12 de junho, o Governo pagou a primeira parcela de R$ 3 milhões. Já a segunda parcela foi efetuada após 12 dias, ocasião em que mais R$ 3,1 milhões foram transferidos para a conta judicial. As demais quatro parcelas de R$ 1 milhão foram pagas sempre no dia 24 subsequente de cada mês.

Conforme o acordo, o Governo concluiu o pagamento dos salários atrasados no dia 24 de outubro e todos os servidores da Sociedade Beneficente Santa Casa de Cuiabá receberam os salários atrasados que foi deixado pela antiga administração.

“O Governo do Estado tem honrado os compromissos que assume. Este é um motivo para comemorarmos, pois essa gestão trabalha com seriedade, honrando todos os compromissos assumidos. Pagamos o salário de mais de 600 servidores que estavam há seis meses sem receber. Honramos de forma rigorosa o cronograma”, afirmou Gilberto Figueiredo.

O hospital possui em seu quadro de servidores uma equipe de 450 pessoas, distribuídas nas áreas administrativa, de enfermagem, fisioterapia, nutrição clínica, maqueiros, psicologia e assistência social.

O Hospital Estadual Santa Casa presta atendimentos aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), via Central de Regulação, nas áreas de Oncologia (tratamento de câncer), Hemodinâmica, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto, Pediátrica e Neonatal, Pronto Atendimento Infantil, cirurgias pediátricas e cirurgia geral.

Serviço

O Hospital Estadual Santa Casa fica localizado na Rua Clóvis Hugueney, número 141, no bairro Dom Aquino, próximo à Praça do Seminário.