Bem vindo ao Visão Notícias - 21 de Outubro de 2020 - 15:35

ELEIÇÕES 2020

Delegado acusa candidato a prefeito de fazer acordo com traficantes

14 de Outubro de 2020 ás 10h 40min, por JAMERSON MILÉSKI - GC NOTÍCIAS
Foto por Arquivo Facebook

O juiz eleitoral de Sinop, Mario Machado, determinou, na noite de ontem, terça-feira (13), a retirada de um vídeo das redes sociais postado pelo delegado e candidato a prefeito de Sinop, Sérgio Ribeiro Araújo (PSL). A decisão liminar prevê uma multa de R$ 30 mil caso o delegado volte a postar aquele conteúdo.

Na decisão o magistrado considera o material postado nas redes sociais como propaganda eleitoral irregular – uma vez que houve ofensa explicita e imputação de crimes à outro candidato. O pedido de liminar foi apresentado pela advogada Gabriela Sevignani, que representa a candidatura do empresário Roberto Dorner (PRB), que tem como vice, Dalton Martini (Patriota).

O vídeo foi postado pelo delegado às 13h de ontem, no Facebook e, na manhã de hoje, não estava mais no ar. No vídeo de 35 minutos, Sérgio, em pelo menos 7 situações, acusou um candidato a prefeito de Sinop de fazer acordo com traficantes locais, dando dinheiro para os criminosos promoverem festas no Vila Mariana, Vila Juliana e Vila Lobos. Esses bairros formam um grande complexo habitacional, de casas populares construídas através de programas sociais – possuindo um grande adensamento eleitoral. As festas serviriam para promover a candidatura dos “mais ricos” e impedir a campanha do delegado.

Em nenhum momento do vídeo Sérgio dá nome aos candidatos alvos da denúncia. Ele se refere ao candidato como o “que tem mais dinheiro”, “o candidato mais rico” ou “milionário”. Ao longo da transmissão, usuários do Facebook começaram a questionar e ele respondeu, aos 32 minutos: “Não gente vocês sabem quem são, é o candidato mais rico da eleição. Vocês sabem quem são”.

Para defesa de Roberto Dorner, o ataque foi direcionado a chapa formada por dois empresários de Sinop. A inicial cita as declarações de bens, apresentadas aos candidatos para Justiça Eleitoral e tornada públicas no site do TSE. Dorner e Dalton são os candidatos a prefeito de Sinop mais “ricos”.

No momento em que a defesa apresentou o pedido de liminar – para tirar do ar o conteúdo – o vídeo tinha 2,1mil visualizações, 94 comentários e 93 compartilhamentos. “O surpreendente é que o representado [Sérgio] é delegado de polícia e deveria saber que qualquer denúncia deve ser feita da maneira correta e seguir os tramites legais. Além disso, o mesmo é candidato e não pode imputar crime a outro candidato e ficar impune”, relatam os advogados na inicial.

O juiz concedeu a liminar e notificou o delegado para que apresente sua defesa. O delegado também será processado criminalmente pela acusações que fez.

O QUE SÉRGIO DISSE?

Aos 3 minutos – “De ontem para hoje eu passei a receber uma informação, que é o seguinte, que ali no Vila Mariana, no Vila Juliana, no Vila Lobos, naquela região, que um dos candidatos a prefeito ai, o que tem mais dinheiro, o candidato mais rico, eu não, eu acabei de receber essa denúncia teria feito um acordo com os traficantes, e os traficantes, teria dado dinheiro para os traficantes promoverem festas lá naqueles bairros em nome de sua candidatura, para impedir que nossa campanha chegasse ao Bairro [...]”.

Aos 10m28s: “Mas o que me assusta, e o que me choca, e o que me deixa preocupado é quando um empresário que tem dinheiro, gente nenhum acordo com bandido da bom resultado [...]”.

Aos 11m31s: “O que me assusta é que candidato com dinheiro, empresário, pagar, financiar facção criminosa para fazer campanha. Financiar traficante para arrancar adesivo da campanha do delegado [...]”.

Aos 13m08s: “Só que o que me choca é políticos milionários, cara, eu vou ser sincero, eu conversei com todos os candidatos antes de decidir ser, fui convidado, cara mais me choca, eu fico profundamente chocado, quando eu recebo uma informação, de que um candidato tá bancando traficante para fazer campanha [...]”.

Aos 15m05: “O que eu acho um absurdo, inconcebível é um empresário, um cara rico [...]”.

Aos 20m44s: “cara não é possível que chegamos a este nível de coisa, não é possível que chegamos a esse nível de situação onde um candidato que até é milionário, para ganhar uma eleição faça acordo com traficante, com membro de facção criminosa. [....]”

Aos 32m49s: “Não gente vocês sabem que são, é o candidato mais rico da eleição. Vocês sabem quem são”.