Bem vindo ao Visão Notícias - 18 de Novembro de 2019 - 01:54

Câmara Sinop

Construção de Pronto Socorro em Sinop é tema de reunião em Cuiabá

18 de Outubro de 2019 ás 18h 20min, por Assessoria
Foto por Assessoria

Durante a visita a Cuiabá nesta semana, o vereador Adenilson Rocha se reuniu com deputados e na pauta de reivindicações, a busca de recursos para a construção e abertura de um Pronto Socorro Municipal para atender a demanda da saúde pública da população de Sinop.

Adenilson mostrou que o Pronto Socorro é de suma importância para o atendimento e manutenção da saúde da população. “Apresentamos aos deputados a proposta de construir, equipar e pôr em funcionamento um Pronto Socorro Municipal. Atualmente possuímos apenas uma Unidade de Pronto Atendimento – UPA nível 2, que é destinado ao atendimento de ocorrências de baixa e média complexidade que não envolvam risco de morte ou de lesões irreversíveis, internamentos e cirurgias. Já o Pronto Socorro se destina ao atendimento a pacientes em estado de urgência ou emergência, com risco eminente de morte, pessoas acidentadas, com suspeita de infarto, derrames, apendicite, pneumonia, fraturas, entre outras complicações”, comentou Rocha.

O vereador já fez a indicação ao executivo e agora visa recursos junto aos deputados, entre eles Dilmar Dal Bosco e Ulysses Moraes. “Vamos em busca de recursos para que a obra se torne realidade e o povo possa ser o principal beneficiado”, enfatiza Rocha. “A Unidade de Pronto Atendimento, terá um importante papel na manutenção da saúde pública no município. A unidade proporcionará a população, um atendimento intermediário à saúde, melhorando a qualidade de vida da população, por isso conto com ajuda dos deputados Dilmar e Ulysses para que a vontade saia do papel e se torne realidade”, pontua Adenilson.

A ocupação dos corredores por pacientes em macas, por falta de leitos para interná-los adequadamente e a longa fila de espera para cirurgias eletivas são alguns dos problemas ainda enfrentados pelos munícipes da 4ª maior cidade do estado. “A questão da saúde pública não pode ser tratada de forma pontual. Saúde não é favor é obrigação”, finalizou Rocha que tem a saúde como uma das principais bandeiras levantadas ao assumir o mandato.