Bem vindo ao Visão Notícias - 03 de Agosto de 2020 - 16:21

Política

Barbudo votou 100% com Governo e Rosa Neide só 20%; Juarez Costa é o 2º menos faltoso

02 de Janeiro de 2020 ás 18h 02min, por RD NEWS
Foto por Montagem RD NEWS

Entre os deputados federais de Mato Grosso, a distância entre o PSL, base do Governo Bolsonaro, e o PT, principal partido de oposição, fica clara nas votações. Nelson Barbudo (PSL) votou com o Governo em 100% das proposições em 2019, enquanto Rosa Neide (PT) concordou com apenas 20% das propostas vindas da presidência e ministérios. Ela foi a mais faltosa entre os parlamentares mato-grossenses: esteve ausente em 41 votações.

A Câmara teve 132 votações no ano. José Medeiros (Pode) faltou 33 vezes, Neri Geller (PP) faltou 31 vezes, Carlos Bezerra (MDB) faltou 26 vezes, Barbudo faltou 21 vezes, Emanuelzinho (PTB) faltou 10 vezes, Juarez Costa (MDB) faltou sete vezes e Leonardo Albuquerque (SD) foi o menos faltoso, com apenas seis ausências.

Os dados são do Portal Transparência da Câmara dos Deputados e foram compilados pela plataforma Parlametria, criada em parceria pela Open Knowledge Brasil, a Dado Capital e o Laboratório Analytics, da Universidade Federal de Campina Grande. A Parlametria coleta e analisa dados da atuação parlamentar no Congresso com o objetivo de traçar um perfil dos deputados e senadores brasileiros.

Rosa Neide votou com o Governo em apenas 13 votações durante todo o ano. Um dos casos foi na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que tornou obrigatório o pagamento de emendas parlamentares, as chamadas “emendas impositivas”. O governo orientou pelo sim nos dois turnos de votação, e Rosa Neide concordou.

Ela também foi com o Governo em votações menores, como em um dos destaques feitos ao Projeto de Lei que alterou regras para licitações e contratos da administração pública. A emenda de nº 3 trazia a possibilidade de municípios darem margem de preferência de até 10% a produtos produzidos no próprio Estado. O Governo e a petista estiveram de acordo.

Depois de Barbudo, Medeiros foi o mais favorável ao Governo. Em meio aos 96% das vezes em que concordou com as propostas, o deputado votou pelo “não” ao requerimento de retirada de pauta da proposta que abre o setor da aviação ao capital estrangeiro. O deputado votou contra o Governo apenas quatro vezes e em oito votações esteve liberado para votar como quisesse.

Juarez Costa votou em 95% das vezes com o Governo. Foram 110 votos com a orientação governista, com outras seis discordâncias e nove vezes em que não houve orientação para a votação. Os demais deputados votaram todos acima de 90% das vezes com o governo. No caso de Neri foram 94%, Emanuelzinho, 93%, Carlos Bezerra, 92%, e Leonardo 91%.