Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 24 de Setembro de 2021 - 22:20

ALTA NOS PREÇOS

AL diz que bloqueio de rodovias traz pânico para população

09 de Setembro de 2021 ás 08h 27min, por Allan Mesquita
Foto por ASSESSORIA

Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB) criticou o bloqueio de rodovias em Mato Grosso, organizado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ao deixar o Palácio Paiaguás nesta quarta-feira (8), o chefe do Legislativo afirmou que a situação pode causar pânico na população e elevar ainda mais os preços dos produtos.

"Eu acredito que não vai manter isso, mas se continuar vai encarecer os produtos, vai aumentar mais o preço da carne, do arroz e o feijão. Nós já estamos tendo uma dificuldade nesse sentindo e um fechamento piora ainda mais nossa economia", expressou.

Conforme noticiou o GD, caminhoneiros continuam com 6 bloqueios em diversas rodovias de Mato Grosso. A manifestação prolongou os atos que começaram no feriado da Independência do Brasil, celebrado no dia 7 de setembro. Durante a manhã, um caminhoneiro chegou a ser preso após furar uma barreira e quase atropelar um manifestante na MT-010, no município de São José do Rio Claro (315 km de Cuiabá).

No fim da tarde, o Sindipetróleo (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis de Mato Grosso) emitiu nota negando que a situação possa levar ao desabestecimento de combustíveis no estado. Diante do atual cenário, Russi afirmou que os atos "não levam a lugar nenhum". O parlamentar também defendeu que as discussões políticas devem ser feitas com maturidade e sem trazer o caos para os mato-grossenses.

"O trancamento nesse momento não vai levar a lugar nenhum, só vai fazer subir mais os preços dos produtos e trazer o caos. Esperamos que tenham maturidade, para que, de forma democrática possamos escolher o melhor para o nosso país através das eleições", finalizou.