Bem vindo ao Visão Notícias - 14 de Agosto de 2018 - 3:36
Variedades
18/06/2018 - 20:26h
Mãe faz alerta sobre “doença silenciosa” após morte da filha de 9 anos
A mãe de Courtney quebrou o silêncio sobre a experiência de dar à luz um bebê poucos dias após perde
Foto por: The Daily Mirror/Veja SP
Fonte: VEJA SP

A pequena Courtney McGracken, de 9 anos de idade, estava empolgada para conhecer a irmã mais nova. A menina, no entanto, morreu poucos dias antes do nascimento da caçula. Foi vítima de uma “doença silenciosa” que não foi diagnosticada pelos médicos.

 

Sete meses após a morte da criança, a mãe de Courtney, Lisa McGracken, quebrou o silêncio sobre a experiência de dar à luz um bebê poucos dias após perder a filha mais velha.

A mulher de 26 anos revelou que Courtney estava se sentindo mal e decidiu ir para o quarto descansar. A menina, no entanto, não recuperou a consciência.

 

“Foi uma sensação estranha dar ‘adeus’ para uma criança e três dias depois dizer ‘olá’ para a outra. Foi muito triste porque a Courtney não teve a chance de conhecer a irmã mais nova. Eu ia chamar a bebê de Hope, mas a Courtney disse que queria que ela se chamasse Evelyn. Após a morte dela, o nome já estava definido“, lembrou Lisa ao The Daily Mirror.

A menina tinha cetoacidose diabética, uma “complicação grave do diabetes que ocorre quando o corpo produz ácidos sanguíneos em excesso”, e não resistiu após sofrer da doença autoimune que afetou seu coração, tiroide e pâncreas.

 

Agora, todos os filhos de Lisa serão testados para a enfermidade: “Eu conheço mais a doença agora e sei o que eu estou procurando. Os meus filhos vão fazer exames em breve para garantir que eles não têm uma condição semelhante. Os sintomas são tão imperceptíveis, que é fácil não perceber que há algo errado“, argumentou Lisa. 

Courtney, que morreu em 12 de novembro de 2017, chegou em casa do colégio, tomou um pouco de chá e foi se deitar. Meia hora depois, a menina acordou se sentindo enjoada e vomitando. No dia seguinte, a estudante acordou se sentindo melhor — mas a mãe achou melhor que ela ficasse em casa e não fosse para o colégio.

 

No outro dia, a criança ainda estava se sentindo cansada, mas brincou um pouco e retornou para a cama após o almoço. Meia hora depois, quando Lisa foi verificar se a menina estava bem, percebeu que a filha não estava respondendo.

A chegada dos paramédicos confirmou que Courtney sofreu uma parada cardíaca.

 

“Após a chegada da ambulância, a polícia chegou e nós precisamos sair de casa — não permitiram que nós voltássemos até que eles fizessem várias checagens. Parece que faz muito tempo“, explicou. A mãe não sabia por que a filha morreu até receber os exames quatro meses depois. “Foi tão difícil perdê-la, tudo aconteceu tão rápido. Ela era a minha sombra, nós fazíamos tudo juntas já que eu tinha apenas 15 anos quando dei à luz“, contou Lisa.

 

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/blog/pop/mae-faz-alerta-sobre-doenca-silenciosa-apos-morte-da-filha-de-9-anos/


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2018, visão notícias O seu portal de informação