Bem vindo ao Visão Notícias - 18 de Outubro de 2018 - 18:51
Saúde
09/10/2018 - 14:58h
Paciente relata descaso com a saúde pública do Hospital Regional de Sinop e aguarda cirurgia
Galões de produtos são usados como contrapeso de equipamento.
Fonte: Redação / Marcos Silva

A novela do descaso com a saúde pública em Sinop, neste caso com pacientes do Hospital Regional, tem mais um capítulo. No início da tarde desta terça-feira (09), um paciente entrou em contato com a equipe de jornalismo do site Visão Notícias, relatando problemas na unidade hospitalar.

O paciente, João Vitor de 19 anos, está aguardando há mais de 10 dias por uma cirurgia de emergência no fêmur e segundo ele, não há previsão para a realização do procedimento cirúrgico. “Eu tenho uma filha de 2 anos, aluguel para pagar e preciso volta a trabalhar. Minha mulher que está se virando para pagar as contas. Todo dia eles (funcionários do hospital) passam e falam a mesma coisa, que está por tempo indeterminado para fazer a cirurgia”, relatou o paciente que foi vítima de uma acidente com moto. 

João Vitor disse ainda que os funcionários relataram a falta de platina, pinos entre outros produtos usados em cirurgias. “Tem pessoas esperando a mais de 40 outros 50 dias por uma cirurgia. Quem tem condições de pagar, acabam indo para hospitais particulares, mas sou assalariado e não tenho condições. Já outras pacientes são mandados para casa para esperar”, desabafa. 

Os funcionários do hospital penduram galões de produtos, pois não tem contrapesos para serem usados no equipamento hospitalar que está segurando o fêmur para não acabar colando no lugar errado. 

A novela do descaso com o Hospital Regional de Sinop já vem se arrastando há anos. Já foram realizados diversos manifestos, reuniões, ofícios, queima de pneus e fechamento da Br 163, porém nada mudou. 

Outros pacientes também procuraram a reportagem para denunciar demora no atendimento, como o caso o paciente Maikon Jhonatan Suzarte de Castro, que sofreu um acidente em janeiro de 2016 e ficou com múltiplas fraturas, sendo três fraturas nos braços e três nas pernas. Ele estava aguardando há meses por uma cirurgia, e o caso é tão grave que uma placa colocada em uma de suas fraturas na perna, estava saindo do corpo. O paciente conseguiu a cirurgia em junho deste ano.

Em maio deste ano outra denúncia foi feita pelo corpo clínico do hospital. Eles levaram a situação ao Ministério Público, a denúncia alertava para a falta de condições adequadas e seguras para procedimentos cirúrgicos. 

Na época o Gerir (Organização Social terceirizada pelo governo estadual) negou em nota que havia irregularidades. 

Nossa equipe entrou em contato com a assessoria de imprensa do Hospital Regional e as perguntas feitas não foram respondidas. De acordo com a assessoria quem poderia responde-las seria o Escritório Regional da Secretaria Estadual de Saúde, Pólo de Sinop.

Tentamos entrar em contato, mas não tivemos êxito.

o site Visão Notícias estará acompanhando todos os dias o caso do paciente João Vitor para saber a evolução dele quanto ao pedido da cirurgia.


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2018, visão notícias O seu portal de informação