Bem vindo ao Visão Notícias - 21 de Julho de 2018 - 16:33
Saúde
22/06/2018 - 06:15h
Sinop: Acadêmica de Direito espera a 5 meses para refazer cirurgia
Foto por: Arquivo pessoal
Fonte: Visão Notícias

A acadêmica de Direito, Junia Kath de 18 anos, espera a mais de 5 meses para refazer uma cirurgia na tíbia e fíbula do lado direito. O primeiro procedimento aconteceu em janeiro, deste ano, após sofrer um acidente na madrugada do dia 01 de janeiro e ser encaminhada pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Regional em Sinop.

A jovem procurou o site Visão Notícias e relatou que a cada dia o problema esta se agravando. Ela afirma que precisa de ajuda e tem medo. “Fizeram minha cirurgia de imediato, pois foi fratura exposta, porém o ferro que foi colocado, quebrou dentro da perna e o osso também não colou, por isso necessita de outra cirurgia, e estou esperando desde abril”, revelou à paciente. Junia confirmou que uma avaliação foi feita pela equipe, mas eles [hospital] não disseram quando o problema será revolvido.

Segundo a vítima, o hospital afirmou que a demora para realizar o procedimento é a falta de material. “O hospital diz que não tem leito e nem material, sempre a mesma coisa. Enquanto isso sofro”, desabafou.

O caso da acadêmica é mais um de tanto que vem ocorrência dentro do Hospital Regional.

Na última terça-feira (19) divulgamos o sofrimento do senhor Wesley Costa, de 35 anos. Ele esta desde a última quinta-feira (14), internado em estado grave, no Hospital Regional de Sinop. Ele sofreu um acidente de moto na cidade de Matupá, norte do Estado, sendo conduzido às pressas para a unidade. Wesley fraturou duas vértebras da coluna e está com uma lesão na medula. Devido ao trauma, não tem movimentos na parte de baixo do corpo. Para ter uma chance de voltar a andar, Wesley precisa urgentemente de uma cirurgia, que ainda não ocorreu.

Segundo o irmão do paciente, Paulo Roberto, a equipe do Hospital informou que não possui os materiais necessários para fazer a cirurgia. A família recorreu à defensoria pública, e conseguiu no judiciário, uma liminar obrigando o Estado a fazer o procedimento. O Ministério Público ainda teve que solicitar o bloqueio judicial das contas do Estado para a aquisição dos materiais necessários para a cirurgia. Na manhã desta terça-feira (19), foram bloqueados da conta do Estado R$ 28,7 mil. “Mesmo com o bloqueio do dinheiro feito pela justiça, o pessoal do Hospital não deu uma posição”, declarou o irmão de Wesley.

Outro caso e também grave é de Maicon Jhonatan que vem lutando desde 2016 depois de sofrer um acidente. Ele ficou com múltiplas fraturas, sendo três fraturas nos braços e três nas pernas. Ele está aguardando há meses por uma cirurgia, e o caso é tão grave que uma placa colocada em uma de suas fraturas na perna, esta saindo para fora do corpo.

Para Maicon o problema deve ser resolvido nos próximos dias. A redação entrou em contato com a assessoria do Hospital e eles repassaram que no próximo dia 26 deste mês o paciente passará por uma nova avaliação.

A nota encaminhada ao site diz: “A diretoria do Hospital Regional de Sinop informa que o paciente Maikon Jhonatan Suzarte de Castro tem consulta ambulatorial marcada no dia 26 de junho com ortopedista nesta unidade, onde após consulta e avaliação médica será definido material necessário e agendamento de cirurgia”, concluiu.

O site Visão Notícias entrou em contato com Maicon e disse que não sabia, porém, ficou feliz pela noticia.


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2018, visão notícias O seu portal de informação