Bem vindo ao Visão Notícias - 21 de Setembro de 2017 - 18:25
Saúde
08/09/2017 - 09:58h
Diagnóstico precoce do Melanoma é essencial para aumentar as chances de cura, garante dermatologista
.
Fonte: Conexão Assessoria

Tratado como um caso de saúde pública em vários países, em 2016 o INCA (Instituto Nacional de Câncer)  registrou 5.670 casos de Melanoma Cutâneo, sendo três mil em homens e 2.670 em mulheres.

 “Se compararmos a incidência do Melanoma no Brasil com outros países, como nos Estados Unidos e na Europa, veremos que temos bem menos casos.  Entretanto, precisamos conscientizar sobre o tema, a prevenção é sempre o caminho mais assertivo", explica a dermatologista Maria Cecília Bruno, membro do Grupo Brasileiro de Melanoma (GBM).

Focando em estratégias para preparar a sociedade para o problema, em agosto o GBM realizou a 12ª Conferência Brasileira Sobre Melanoma. Com presença de especialistas internacionais e nacionais, o evento abordou desde atualizações sobre tratamentos, até treinamento para leigos.

"Essa conferência é uma das mais importantes do nosso país. Um dos pontos mais importantes a serem destacados é a iniciativa de envolver a sociedade no diagnóstico precoce da doença. Nem sempre o paciente consegue identificar o problema, então surge a necessidade de educar profissionais que observam constantemente a pele das pessoas, como cabeleireiros, podólogos e tatuadores, para que eles possam indicar e encaminhar o cliente para uma consulta médica com um especialista", conta a especialista.

Entretanto, é importante destacar a necessidade da realização do exame dermatológico clínico para avaliar lesões.

"É importante ressaltar que o diagnóstico precoce traz o sucesso do tratamento. Dados apresentados mostram que 80% dos casos são resolvidos através de cirurgia e os outros 20% seriam uma combinação entre cirurgia e novos medicamentos orais ", pontua.

Outra indicação do evento foi a disseminação da informação.

“Vamos nos organizar para que Sinop possa participar deste programa, realizando palestras e eventos que possam contribuir no diagnóstico precoce do melanoma maligno", adianta Maria Cecília.   

 

O que é Melanoma Cutâneo


O melanoma cutâneo é um tipo de câncer de pele que tem origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele) e tem predominância em adultos brancos. Embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil e corresponda a 30% de todos os tumores malignos registrados no País, o melanoma representa apenas 3% das neoplasias malignas do órgão, apesar de ser o mais grave devido à sua alta possibilidade de metástase e óbito.

O prognóstico desse tipo de câncer pode ser considerado bom, se detectado nos estádios iniciais. Nos últimos anos, houve uma grande melhora na sobrevida dos pacientes com melanoma, principalmente devido à detecção precoce do tumor.


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
© 2017, visão notícias O seu portal de informação