Bem vindo ao Visão Notícias - 15 de Dezembro de 2018 - 1:00
Política
16/05/2018 - 18:23h
Visera questiona contratação de softwares para gestão pública da Prefeitura
O sistema é formado por softwares especializados para integração da gestão pública...
Fonte: Roneir Corrêa de Menezes

Reclamações feitas por parte de algumas empresas de contabilidade do município, levou o vice-presidente da Câmara de Sinop, Leonardo Visera (PP), a questionar por meio de requerimento, o Executivo Municipal, sobre a motivação da mudança do sistema integrado de Gestão Pública.

 

O documento foi aprovado por unanimidade e endereçado à prefeita Rosana Martinelli (PR) e às secretárias de Planejamento, Finanças e Orçamentos, Ivete Mallmann, e Administração, Anna Dias da Costa. A propositura foi apreciada na Sessão Ordinária da última segunda-feira (14).

 

"Alguns empresários do ramo de contabilidade relataram dificuldades na emissão de notas fiscais. Segundo eles, quando o sistema anterior estava em operação, tudo andava sem defeitos. Entretanto após a contratação do novo software as falhas ficaram frequentes e dificultou o trabalho deles", disse Visera.

 

No documento o vereador pede que as pastas justifiquem o motivo da troca dos sistemas, a data em que o novo passou a operar e se o mesmo está sendo usado por todas as secretariais municipais. Além disso, solicita cópias de todo processo de pagamento para as empresas dos anos de 2017 e 2018, e pergunta se o novo sistema atende as necessidades de todas as secretarias.

"Estamos em busca de mais informações, pois as que chegaram até nós é de que esse novo sistema não está suprindo as necessidades do Executivo", comentou.

 

Indicações

 

O parlamentar ainda teve duas indicações aprovadas. Na primeira ele sugere que a Prefeitura adquira dois conjuntos completos de bitrem para transportar o lixo doméstico. A intenção é que o município reduza o custo com o lixo e posteriormente possa diminuir também a taxa paga pela população. "O valor a ser investido na compra desses veículos é basicamente o mesmo que a prefeita gastará em seis meses, com a empesa que realiza o transporte do lixo para o aterro sanitário. Sem contar que o custo para prefeitura será menor que qualquer terceirização", explicou ele.

 

Na segunda indicação Visera pediu ao secretário de Obras e Serviços Urbanos, Lucio Silva, a construção de um quebra molas na rua das Paineiras, em frente à Igreja Adventista do Sétimo Dia.


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2018, visão notícias O seu portal de informação