Bem vindo ao Visão Notícias - 23 de Setembro de 2017 - 8:05
Polícia
28/07/2009 - 09:00h
FERRUGEM - Detentos escavam túnel de 26 metros
Agentes carcerários que trabalhavam na penitenciária Ferrugem, na manhã desta segunda-feira (27), descobriram um túnel com, aproximadamente, 26 metros, dando acesso à parte externa da unidade. O buraco foi feito a partir de uma cela da ala azul, onde estã.
Fonte: Noticia Virtuais
Agentes carcerários que trabalhavam na penitenciária Ferrugem, na manhã desta segunda-feira (27), descobriram um túnel com, aproximadamente, 26 metros, dando acesso à parte externa da unidade. O buraco foi feito a partir de uma cela da ala azul, onde estão detentos já condenados. Segundo o capitão Fábio Mota da Polícia Militar, não se sabe quanto tempo os presidiários vinham trabalhando na escavação, mas o túnel já estava próximo ao muro.

Para conseguir escavar, os reeducandos tiveram que perfurar a lage de concreto da cela, com cerca de 20 centímetros, e a estrutura reforçada com ferragens. Toda a terra retirada do buraco foi escondida pelos detentos no interior das celas. “Eles sempre encontram uma forma de esconder a terra, seja nos colchões, nos travesseiros”.

O caso já é investigado pela Polícia Civil, que vai apurar o envolvimento dos detentos no plano de fuga, bem como buscar a identificação dos ‘cabeças’. Atualmente, o presídio possui 530 reeducandos, de várias partes do Estado. Alguns ainda aguardando julgamento.

Ainda, nesta segunda-feira, agentes carcerários e policiais militares fizeram uma revista minuciosa em todos os detentos e também nas elas, na tentativa de encontrar objetos que estavam sendo utilizados na escavação e também armas artesanais. “São objetos que, muitas vezes, são considerados inofensivos, como colheres, mas nas mãos de alguns detentos se tornam armas”.

De acordo com a assessoria da Secretaria do Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), todas as medidas já estão sendo tomadas para evitar outras situações como esta na unidade. Revistas são feitas constantemente nas celas e um sistema rígido de revista é feito na entrada das visitas, aos domingos.

Desde que entrou em funcionamento, em janeiro de 2006, a penitenciária já foi cenário de muitas confusões. Nos seus primeiros meses de funcionamento, registrou sua primeira rebelião, que durou três dias e terminou com a morte de um detento. Os reeducandos reclamavam de maus tratos e exigiam agilidade nos processos.

Nos anos seguintes, enfrentou algumas situações tensas, mas todas controladas. Também teve uma fuga, quando 11 presidiários conseguiram escapar. A maioria foi recapturada.

Somente este ano, foram descobertas várias tentativas de fuga. Em algumas delas, foram encontradas em poder dos detentos Marias Tereza (cordas artesanais, feitas de lençóis e roupas, utilizadas para pular o muro). A última no mês passado, também na ala azul, onde agentes encontraram os materiais e perceberam que parte de uma grade havia sido serrada.

Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
© 2017, visão notícias O seu portal de informação