Bem vindo ao Visão Notícias - 19 de Novembro de 2018 - 14:33
Polícia
23/09/2011 - 08:01h
Alunos detonam bomba de fabricação caseira no banheiro de Escola em Alta Floresta
Os dizeres na parede chamaram a atenção assim como a explosão...
Fonte: José Lucio Junqueira

Tido como ‘ato de vandalismo’ a explosão de uma bomba de fabricação caseira ocorrida no banheiro da Escola Estadual Vitória Furlani da Riva na manhã de ontem (21) está sendo investigada para chegar a seu autor. Outro fator que chamou a atenção no episódio foram os dizeres rabiscados na parede do banheiro: “NÃO CONFIO NA POLÍCIA RAÇA DO CARALHO” assinando ‘Cidade Alta’.

 

 

Os dizeres na parede chamaram a atenção assim como a explosão, mesmo com 16 câmeras de segurança espalhadas pelo colégio, o autor, ou autores, desafiou as autoridades. Policia e Conselho Tutelar foram acionados e mais de 10 alunos foram ouvidos, segundo o diretor do colégio, assim que localizado o autor, seu responsável deverá arcar com os prejuízos, “O responsável por essa matricula já escola vai ser acionado e vai ressarcir esse prejuízo causado por esse aluno aqui na escola”, destacou Écio Almagro, diretor.

 

 

Segundo Écio, a escola trabalha na conscientização dos alunos, e este ato de vandalismo surpreendeu, “Nós trabalhamos aqui com a consciência do aluno, respeito, a preservação do patrimônio público, e ai a gente chega no final do ano praticamente, e vê alunos ai, acredito que revoltados até talvez por sua falta de desempenho, ele não se dedicou durante o ano e agora chega no final e faz uma coisa dessas”, falou Écio afirmando que está cada vez mais difícil trabalhar com os jovens, “A gente enfrenta uma dificuldade porque muitas vezes o aluno que faz esse tipo de coisa na escola, não vem com educação de casa, preparado pra vir aqui pra escola pra receber instrução pro seu sucesso profissional, pra sua capacitação, aí chega aqui, acontece de ter uma frustração e não está educado para estar nesse meio”, finalizou o diretor dizendo que os pais estão participando cada vez menos na educação dos filhos deixando os educadores com poucas opções, “A gente se  sente até de mãos e pés atados para lidar com esse tipo de jovens”.

 

 

A bomba de fabricação caseira foi colocada dentro do cesto de lixo do Box no banheiro, vindo a explodir literalmente o vaso sanitário e comprometendo a estrutura física bem como várias rachaduras no teto de gesso. O caso foi repassado a Polícia Civil onde em conjunto com Conselho Tutelar e direção do colégio deverão chegar aos responsáveis.

 

 

 

 

 

 

 

 


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2018, visão notícias O seu portal de informação