Bem vindo ao Visão Notícias - 20 de Junho de 2018 - 5:59
Geral
13/03/2018 - 09:30h
Novo HU: MPF e UFMT cobram empenho do governo do Estado
O governo estadual se comprometeu a formalizar a contrapartida até sexta-feira (16)...
Fonte: Assessoria

O Ministério Público Federal (MPF) e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), após reunião na tarde desta segunda-feira (12), aguardam posicionamento definitivo do governo do Estado de Mato Grosso sobre a continuidade do convênio e das obras do novo Hospital Universitário (HU). O governo estadual se comprometeu a formalizar a contrapartida até sexta-feira (16).

O vice-reitor da UFMT no exercício da Reitoria, professor Evandro Soares, destacou a busca de soluções conjuntas. “O convênio está firmado desde 2011, e junto ao MPF, a Instituição busca repactuação para que o governo estadual cumpra com a sua parte no convênio firmado. O ponto focal é o ganho para a sociedade, tanto na oferta de serviços de saúde – média e alta complexidade – e também no tripé Ensino, Pesquisa e Extensão”, pontuou.

A procuradora-geral da República em Mato Grosso, Vanessa Zago, reforçou a importância da conclusão da obra para a sociedade local como um todo. “Além de ser uma unidade de alta complexidade, que será muito benéfica, o novo HU também tem o propósito de formar profissionais e desenvolver projetos que integrem academia e comunidade. Portanto, o MPF está acompanhando de perto, por meio desta negociação, uma solução para que as obras continuem, e segue aguardando um retorno definitivo do governo do Estado, visto que a UFMT reforçou o interesse no prosseguimento desse processo”, afirmou.

Representando o governador de Mato Grosso, Pedro Taques, que manifestou interesse em participar da próxima reunião, o secretário de Cidades, Wilson Santos, disse que o Estado está empenhado em busca de soluções. “Estamos ouvindo sugestões, buscando informações, e em constante interlocução para que esse processo licitatório seja aberto, e que a construção seja continuada com celeridade e segurança. Parabenizo o esforço conjunto e interinstitucional para a resolução da questão”, finalizou.

Desde fevereiro, o MPF está conduzindo negociações para solução e retomada das obras do HU, paralisadas desde 2014. A UFMT reforçou o compromisso com o andamento das obras, lembrando o aporte conseguido junto ao Ministério da Educação (MEC), de R$ 60 milhões, valor que já está na conta-convênio desde 2013, e apresentou proposta, durante reunião no dia 05 de março, para que a Secid elabore edital de contratação de empresa de gerenciamento, correção e elaboração de todos os projetos necessários, com certificação internacional. 

Estiveram presentes, pela UFMT, o coordenador de Engenharia e Arquitetura, José Guilherme da Silva Moura, a chefe da Auditoria Interna, Cendyi de Barros do Prado, o procurador-chefe da Procuradoria Federal junto à UFMT, Osvalmir Pinto Mendes, também representantes do Ministério Público de Contas (MPC/MT), Procuradoria Geral do Estado (PGE), Controladoria-Geral da União (CGU) e do Estado (CGE).


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2018, visão notícias O seu portal de informação