Bem vindo ao Visão Notícias - 17 de Outubro de 2018 - 1:49
Agrícola
01/02/2018 - 18:37h
Prefeitura busca posto avançado do Incra para Sinop
A luta pelo posto avançado já vem há algum tempo. Desde o ano passado que a Sedec já opera com um po
Fonte: Luciano André

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), que desde o início de 2017 agrega a Pasta da Agricultura no município de Sinop, vem dando todo o suporte para os agricultores com projetos voltados para o desenvolvimento de políticas públicas para o setor, bem como o grande incentivo à agricultura familiar.

Recentemente solicitou ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), a instalação de um posto avançado em Sinop. A proposta de parceria prevê a cedência de, pelo menos, dois servidores do Instituto para atendimento e, em contrapartida a SEDEC fornecerá toda a estrutura física com instalações e equipamentos necessários para operação.

A luta pelo posto avançado já vem há algum tempo. Desde o ano passado que a Sedec já opera com um posto do Incra (sem ser avançado) dentro de suas instalações ofertando o serviço de emissão de Certificado de cadastro de Imóvel Rural (CCIR).

O posto avançado do Incra garantirá, ao agricultor, além da emissão do CCIR, serviços como recepção de Declaração para Cadastro de Imóvel (DP), Declaração para concessão do benefícios do INSS, além de informações e esclarecimentos a reforma agrária e projetos de reforma agrária.

"Estamos trabalhando para que o agricultor sinpense possa ter condições de trabalho e desenvolvimento", ilustra o secretário da Pasta, Daniel Brolese, que lembra que, de acordo com os Impostos Territoriais Rurais (ITR's) emitidos pela Prefeitura de Sinop, são cerca de 3,2 mil propriedades rurais cadastradas no município.

Outras ações paralelas são desenvolvidas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico para contribuir no sucesso da assistência técnica e o desenvolvimento de políticas públicas para o setor. A Sedec também forneceu estrutura física para o funcionamento de um posto de coleta do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que trabalha na coleta de dados para o senso rural desde o mês de outubro de 2017.

Um outro trabalho bastante importante da Secretaria voltado para a agricultura familiar é a implantação, através de emenda parlamentar do deputado estadual Silvano Amaral (PMDB), de tanques de peixes (50 tanques) na Gleba Mercedes, como também o credenciamento da Casa do Mel, junto ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), para a concessão do selo Serviço de Inspeção Sanitária Estadual (SISE) e, assim, os produtores locais e regionais poderem comercializar os produtos à base de mel, de forma legal, nos mercados dos 141 municípios de Mato Grosso.

Veterinários e técnicos agrícolas também visitam as propriedades rurais dando assistência técnica nos mais diferenciados quesitos, como pequenos partos de riscos de animais, inseminações artificiais, cultivo de hortaliças e manejo da terra, assim como cursos de capacitação para o manuseio dos mais diversos produtos agrícolas, como o leite, por exemplo.

Uma parceria com a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH) mantém o projeto Semear, que cultiva verduras e hortaliças na área externa do presídio Osvaldo Florentino. O projeto utiliza mão de obras de alguns reeducandos e ajuda a integrar e enriquecer a alimentação dos demais detentos. Outra parte da produção é absorvida pela indústria e o mercado consumidor local.


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2018, visão notícias O seu portal de informação