Bem vindo ao Visão Notícias - 11 de Dezembro de 2018 - 18:09
05/12/2018 - 07:58h
Andropausa: Saiba quais são os desafios e mitos desta fase do homem
Novembro Azul chegou ao fim, entretanto os cuidados com a saúde masculina devem persistir o ano todo
Fonte: Fernanda Herrmann

Finalizando o mês de novembro, tradicionalmente símbolo da conscientização da saúde masculina, o médico que trabalha com medicina integrativa, Dr. Lucas Salvadori, ministrou na última semana uma palestra sobre o declínio hormonal masculino, a famosa Andropausa. De acordo com o médico, é nesta fase que as principais mudanças acontecem no corpo do homem, de maneira mais silenciosa do que nas mulheres, dificultando assim os diagnósticos e sintomas.

"Mais do que falar sobre o Câncer de próstata, nós precisamos incentivar o homem a cuidar da saúde. Afinal, essa doença é apenas uma consequência de diversos desequilíbrios e de um estilo de vida pouco saudável. “Podemos destacar o declínio hormonal como uma das principais causas de diversos tipos de doenças", alerta o médico.

A Andropausa acontece gradativamente e pode ser comparada com a menopausa,  período fisiológico feminino.

"Tanto a mulher quanto o homem sofrem com a queda dos hormônios. Isso é a evolução natural! Para elas, na menopausa, isso ocorre de forma rápida e pode ser identificada com mais facilidade. Entretanto, para o sexo masculino é mais difícil admitir o problema, já que os sintomas da andropausa chegam aos poucos e é relativamente fácil se acomodar", explica.

Esses sintomas apontados são: Aumento de gordura abdominal, alterações de humor como ansiedade e irritabilidade, sensação de energia baixa, fadiga, alterações da libido, diminuição de massa óssea e de massa muscular.

"Esse declínio está diretamente ligado a várias doenças, incluindo o câncer de próstata. Claro que precisamos levar em conta a alimentação e o estilo de vida do paciente. Cada caso é um caso", lembra.

E é justamente a qualidade de vida um dos fatores apontados pelo médico como extremamente importante na fisiopatologia da doença. Se o homem investir na saúde, a queda nos hormônios é retardada, entretanto se houver um abandono, existem tratamentos.

O Biólogo Anderson Ferreira sai da palestra com uma nova forma de agir sobre a própria saúde, tendo mais atenção aos exames periódicos. 

"Os exames tracionais não são o suficiente para os homens de meia idade. É preciso mais cuidado e atenção para chegar com vivacidade na melhor idade", destaca.

Já o Engenheiro Agrônomo Edson Ulisses Ramos Jr, vai caprichar um pouco mais nos exercícios e na alimentação

"A gente acha que cuida da saúde, mas na verdade precisamos sempre de mais atenção. A alimentação é primordial, ter cuidado com a procedência do que comemos e, claro, colocar o corpo para trabalhar", pontua.


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2018, visão notícias O seu portal de informação