Bem vindo ao Visão Notícias - 11 de Dezembro de 2017 - 19:03
30/11/2017 - 10:04h
Criança sobrevive a ataque de pit bull em VG e se recupera em hospital
O ataque ocorreu no último sábado (25) quando o cachorro do vizinho escapou no momento....
Fonte: Valquiria Castil, repórter do GD

Vítima de um ataque de cachorro da raça pit bull enquanto brincava na calçada de sua casa, no bairro Residencial Parque das Américas, em Várzea Grande, Eliza Valentina, 2, se recupera no Pronto-Socorro de Cuiabá e não precisará passar por cirurgia. O ataque ocorreu no último sábado (25) quando o cachorro do vizinho escapou no momento em que o portão foi aberto por volta das 20h. As mordidas feriram os olhos e a cabeça da garotinha que está internada na unidade hospitalar.

Arquivo pessoal

Eliza ao lado do pai Leandro

O pai, Leandro Araújo Figueiredo, 26, relatou que a criança estava com a mãe e o irmão de 6 anos em frente da casa quando o vizinho chegou de carro com o tio e abriu o portão. Naquele momento, o cachorro fugiu e tentou atacar o menino, que correu e escapou. Já Eliza não conseguiu se defender. “Como o meu guri é maior ele fugiu, então o cachorro foi em cima dela”, disse Leadro em entrevista aoGazeta Digital.

A criança foi levada com ferimentos profundos na cabeça e nos olhos para atendimento na Policlínica do Verdão, em Cuiabá. De lá, foi encaminhada para a sala vermelha do Pronto-Socorro. Eliza teve a cabeça enfaixada e nesta terça-feira (28), começou a abrir os olhos  que ainda apresentam inchaço.

“Ela ainda está internada e fica na companhia da mãe. Ontem por conta de uma pomada ela já conseguiu abrir bem pouco os olhos. Hoje ela iria receber a visita de um oftalmologista para avaliar a visão dela, mas ainda não tive notícias”, relatou o pai.

Segundo Leandro, que é garçom, o dono do cachorro está dando assistência e vem arcando com todas as despesas médicas de Eliza. “Em momento algum ele foi omisso. Ele que foi até o meu trabalho informar sobre o acontecido e levou ela até a policlínica”, explica.

Apesar da gravidade do ataque, a família  não registrou qualquer queixa contra o vizinho dono do cachorro. Leandro explica que consideraram como positiva a atitude dele ao prestar auxílio e se preocupar com o bem-estar da criança. “Graças a Deus ela está viva, caso raro em situações de ataque de pit bull, está bem com saúde e previsão de saída nesta semana”, finalizou. 


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
© 2017, visão notícias O seu portal de informação