Bem vindo ao Visão Notícias - 23 de Janeiro de 2019 - 20:19
09/01/2019 - 08:45h
Associação: valor está aquém do que oficiais da PM merecem
Wanderson Nunes de Siqueira disse que salário líquido é de R$ 22 mil e que policiais arriscam...
Fonte: Mídia News

A Associação dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar de Mato Grosso defendeu os vencimentos dos 215 coroneis aposentados da PM e dos Bombeiros, que recebem R$ 31.167,00 mensais.

 

Segundo o tenent- coronel Wandersos Nunes de Siqueira, presidente da entidade, o valor "está aquém do merecimento dos oficiais", e o líquido recebido é de R$ 22 mil. 

 

"A associação esclarece que apesar dos Coronéis da PM ou BM merecerem por tudo que fizeram pela sociedade, receberem remuneração de R$ 31 mil, na verdade eles não recebem efetivamente esse valor de salário, em virtude dos descontos da previdência social e do imposto de renda, o valor liquido que esses oficiais recebem mensalmente é de R$ 22 mil", disse.

 

Por entendermos as condições financeiras por que passa o Estado, não iremos neste momento cobrar ou reivindicar melhorias salarias para todos os integrantes da PM

"Por isso entendemos ser pertinente mostrarmos para as pessoas que apesar do senso comum entender que R$ 22 mil é um bom salário para o servidor público, para um policial militar ou bombeiro militar que desempenha sua função com o risco da própria vida, esse salário ainda está aquém do seu merecimento", disse.

 

"Exatamente isso, o maior salário de um Policial Militar ou de um Bombeiro que diuturnamente coloca em risco a sua vida em defesa da sociedade, não passa de 22 mil reais, isso tudo, porque esses oficiais tiveram que trabalhar por mais de 30 anos, passarem por diversos cursos de formação, capacitação e especialização, tiveram obrigatoriamente que trabalhar na Capital e no Interior e tiveram que desempenhar funções em unidades administrativas e operacionais", afirmou.

 

Segundo a associação, dos 2.108 servidores que possuem remuneração superior a R$ 20 mil no Estado, "apenas 215 seriam coronéis da PM ou Bombeiro e que estes militares".

 

"Por aí, já é possível perceber que existe uma necessidade de maior valorização dos militares, principalmente na questão salarial, pois se um coronel que comanda tropa, desempenha a função de gestor e ordenador de despesa e desenvolve estratégias de combate e enfrentamento a criminalidade recebe apenas 22 mil reais liquido, imagina qual é o salário líquido de um soldado, um sargento, um tenente ou um capitão".

 

"Marajá"

 

Segundo Nunes, a matéria divulgada na imprensa sobre os vencimentos "dá a entender que esses 215 militares estariam recebendo salário de marajá, ou estariam recebendo algum tipo de privilégio ou salário não condizente com a sua função".

 

"Temos percebido, em alguns veículos de comunicação, uma campanha deliberada com o objetivo de macular a imagem dos servidores públicos e isso talvez esteja se dando porque o Estado tem passado por dificuldades financeiras. E muitas dessas dificuldades têm sido imputadas aos servidores públicos, entretanto, a sociedade sabe que o Estado não esta com dificuldades financeiras por causa dos servidores e sim, por graves problemas de corrupção que solaparam o recurso público para os bolsos e paletós de alguns políticos e gestores", disse.

 

"Por todas essas considerações, destacamos que os coronéis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro merecem sim receber remuneração superior aos R$ 22 mil, entretanto, por entendermos as condições financeiras por que passa o Estado, não iremos neste momento cobrar ou reivindicar melhorias salarias para todos os integrantes da PM e do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso", disse.

 


Cadastro de Opinião
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Blog's
Curta Nossa Fan Page

© 2019, visão notícias O seu portal de informação