Bem vindo ao Visão Notícias - 21 de Outubro de 2019 - 13:19

Educação

Professora da rede municipal inova no processo de alfabetização com sussurrofone

24 de Junho de 2019 ás 11h 22min, por Assessoria
Foto por Assessoria

A alfabetização é uma condição fundamental para a integração das crianças na vida social. O processo de aprendizagem da leitura e escrita pode ser aplicado de diversas formas e os professores da rede de ensino de Sinop têm buscado inovar. Exemplo disso é a professora Isabel Rodrigues Xavier, que ministra aula para o 2º ano da Escola Municipal de Educação Básica Leni Teresinha Benedetti e, no início deste ano letivo, decidiu usar o sussurrofone.

Feito com cano PVC, o instrumento utiliza dois “joelhos” de 90 graus e um pedaço reto de 7 centímetros. O custo total de cada peça foi de R$2,07. Ela conta que durante pesquisas, conheceu o caso de uma professora de Minas Gerais que aplicou o método com seus alunos e teve resultados significativos.

“Eu fiz um em casa e fui testar. Trouxe para sala e testei com três alunos e vi como estavam melhorando. Falando com o sussurrofone, só ele se ouve. Se ouvindo, ele compreende a letra, compreende o som e consegue fazer a leitura, melhorando assim a interpretação”, explica.

Vendo os resultados positivos, a professora decidiu usar o instrumento com toda a turma. “Essas crianças têm entre sete e oito anos. Eles não falavam e andavam. Eles gritavam e corriam”, pontua a professora. O método contribuiu também para “acalmar os ânimos” dos alunos, que antes eram agitados e agora, é notável a calmaria dentro da sala de aula, pois as crianças leem em voz baixa.  

Quando questionada sobre o resultado surtido, a professora faz um comparativo. “Ano passado eu tinha uma turma de 3º ano que, no início do ano, somente cinco alunos liam letras em caixa alta. Agora aqui, no segundo bimestre, com alunos de 2º ano, eu tenho 80% da turma lendo letra minúscula, isso para mim foi uma vitória” comemora Isabel.

O resultado foi tão proveitoso que além dessa turma, mais outras duas salas de 2º ano e duas salas de reforço daquela escola aderiram e, segundo a professora, os demais professores estão maravilhados com o resultado.  “É a melhor coisa de todas que eu já pesquisei, o que trouxe melhor resultado” afirma a professora que se emociona quando questionada da satisfação pessoal em ver o resultado. “Não há nem palavras que descrevam. É minha missão sendo cumprida”.