Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 24 de Setembro de 2021 - 22:33

FUTEBOL

Ex-Coritiba, Nathan completa dois meses nos Estados Unidos

10 de Junho de 2021 ás 15h 11min, por DA REDAÇÃO
Foto por Divulgaçao/San Antonio

No último dia 01 de junho, o atacante Nathan completou dois meses nos Estados Unidos como jogador do San Antonio FC. O atleta, que ontem (quarta-feira) completou 22 anos foi emprestado pelo Coritiba para a equipe norte-americana.

Em sua primeira experiência internacional, Nathan já conquistou o seu espaço e teve ótimo começo. Das seis partidas do San Antonio na USL Championship, o jovem atacante esteve em campo em cinco oportunidades. O único jogo que ele ficou ausente foi cumprindo suspensão. Além da sequência de partidas, Nathan se orgulha também da invencibilidade. São duas vitórias e três empates na USL. “Acredito que todo jogador precisa de uma sequência para demonstrar o seu futebol. Estou tendo essa sequência e crescendo de produção a cada jogo. O fato de não ter sido derrotado também ajuda bastante. Isso demonstra que estou no caminho certo, pois trabalho muito para atingir bons resultados com a minha equipe”, ressaltou o atacante. Vale destacar que na partida no qual Nathan não atuou, seu time foi derrotado.

O San Antonio ocupa o quarto lugar da sua chave e está distante quatro pontos do Rio Grande Valley, líder do grupo. Nathan crê que ele e os seus companheiros podem terminar a primeira fase da USL na ponta da tabela. “Nosso planejamento é jogo a jogo. São sete equipes na chave, então toda a partida é um confronto direto. Demonstramos nesta largada que podemos sim alcançar essa liderança e vamos em busca deste objetivo”, destacou o camisa 7.

Com dois meses em solo norte-americano, Nathan valorizou a oportunidade de atuar no país. “Esses primeiros dois meses tem sido de um grande crescimento pessoal em todos os sentidos. Tanto cultural, como na adaptação com a língua e com a alimentação. Cheguei disposto a ouvir e aprender com todos aqui. Estou feliz com essa oportunidade em minha carreira”, finalizou.