Bem vindo ao Visão Notícias - 22 de Abril de 2021 - 19:56

FERIADOS

Fecomércio apoia proposta do Governo para antecipar feriados em Mato Grosso

20 de Março de 2021 ás 11h 55min, por Carlos Celestino
Foto por Christiano Antonucci

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) acredita que a proposta de antecipar cinco feriados em Mato Grosso poderá ajudar a frear a transmissão da Covid-19 no Estado e irá apoiar a medida do Governo, caso seja implantada. 

A sugestão foi feita pelo governador Mauro Mendes, durante reunião virtual do Gabinete de Situação para enfrentamento da Covid-19, na sexta-feira (20.03). 

“A antecipação dos feriados poderá ajudar a frear esse cenário crítico e baixar a curva de contágio da doença. Devido à atual situação emergencial, concordamos com a medida e agradecemos ao governador por ouvir o setor produtivo”, avaliou o presidente da Fecomércio, José Wenceslau de Souza Júnior. 

A proposta apresentada foi decretar feriado do dia 24 ao dia 26 de março (quarta a sexta da próxima semana), e também nos dias 1 e 2 de abril (quinta e sexta) da semana posterior. A decisão que vai determinar a antecipação dos feriados poderá ser oficializada nós próximos dias. Projeto de Lei do Poder Executivo será encaminhado na próxima segunda-feira (22.03), para aprovação da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). 

A medida de antecipação de feriados é importante para reverter a situação grave que Mato Grosso vive neste momento com agravamento no número de casos da Covid-19. O último boletim, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso, na sexta-feira (19.03), mostra a taxa de ocupação em 94,77% para UTIs adulto e em 66% para enfermarias. Além disso, Cuiabá e outros nove municípios estão na lista das dez cidades com maior número de casos. 

Diante do agravamento da pandemia, o presidente da Fecomércio afirmou que irá "contribuir no que for possível, mas é importante que o cidadão mato-grossense fique em casa". 

Wenceslau também garantiu que vai trabalhar para conscientizar os trabalhadores do setor, sindicatos e as bases patronais a colaborar para conter o avanço da Covid-19.