Bem vindo ao Visão Notícias - 03 de Agosto de 2020 - 17:12

Procom

Comércio investe em novas formas de vendas para o dia das mães

07 de Maio de 2020 ás 09h 25min, por Assessoria

A pandemia do novo coronavírus que assola o Brasil e o mundo refletiu, também, na economia que sofreu drásticas mudanças. O isolamento social imposto para controlar a disseminação da doença imputou, também, medidas de fechamento do comércio que teve que se reinventar aumentando as vendas por plataformas digitais e o sistema de delivery para, assim, conseguir garantir seus lucros.

O mês de maio é tido pela classe como um dos que mais movimenta o comércio por causa do dia das mães [segunda maior data em volume de vendas], comemorado, sempre, no segundo domingo. No entanto, devido ao momento, este ano será bastante atípico para a data que pede novas visões de mercado como promoções e campanhas mais atrativas.

Em virtude de toda essa situação, o Procon tem voltado seus olhos para as novas oportunidades de oferta, como por exemplo, se as empresas estão informando a taxa cobrada pela entrega e a qualidade dos produtos e o seu prazo de entrega, uma vez que muitas compras são feitas através de plataformas on-line.

Uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) em parceria com a Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) revala que 91% dos 121 empresários entrevistados acredita que o estado de pandemia reflete impacto na economia por isso, 90% deles fará algum tipo de promoção no que tange ao dia das mães. Por outro lado, a pesquisa envolveu 189 consumidores dos quais, 81% afirmou que pretende fazer compras para a data.

A diretora do Procon, Juliana Torres Baptista, entende a importância da data e se diz bastante tranquila quanto às novas formas de venda e promoção, pois Órgão já desenvolve, há tempos, um trabalho de educação para o consumo com o comércio local, assim como com as escolas, orientando as crianças a ficarem atentas para as armadilhas, como juros embutidos e parcelamentos.

A diretora lembra, ainda, que mesmo com as plataformas on-line e os delivery, o comércio está de portas abertas e o consumidor que optar pela compra presencial não deve esquecer dos cuidados que precisa ter ao sair de casa. “Assim como eu, todo mundo gosta de ganhar presente, mas na condição de hoje, na condição de dia das mães, eu confesso e falo como mãe que sou, que a gente gosta, principalmente, de ver o filho com saúde. Por isso, é importante que todos se cuidem ao sair de casa. É importante que usem máscara, que mantenham uma distância segura uns dos outros, que evitem pegar em todos os produtos expostos nas prateleiras e que, se não houver necessidade de sair, fique em casa”.

Hoje pela manhã a equipe percorreu as floriculturas da cidade levando informações sobre o uso obrigatório das máscaras e verificando os preços praticados, a disposição do Código de Defesa do Consumidor (CDC), entre outros itens. As flores têm um registro de alto consumo de vendas, não apenas no dia das mães, mas em várias datas. Por isso, Baptista revela a atenção especial ao seguimento. “Ano passado fizemos um trabalho de orientação para o consumo bastante específico levando informações aos fornecedores sobre precificação, venda casada e produtos e serviços oferecidos, como entrega e embalagens. Também um trabalho de aproximação com o fornecedor, pois entendemos que quanto mais informado estiver, mais correto ele trabalhará e isso implica em um consumidor satisfeito”, dispara ao apontar que esse ano foi uma continuidade do que já vinha sendo feito.