Bem vindo ao Visão Notícias - 17 de Novembro de 2019 - 20:47

DESMATAMENTO

Fiscalização aplica R$ 7,5 milhões em multas por desmatamento de 1,5 mil hectares da Floresta

28 de Agosto de 2019 ás 13h 51min, por G1 MT
Foto por Christiano Antonucci/ Secom-MT

Uma fiscalização aplicou R$ 7,5 milhões em multas por crime ambiental em uma área de 1,5 mil hectares desmatados na região de Marcelândia, a 712 km de Cuiabá, que fica na Floresta Amazônica. A operação foi realizada entre os dias 13 e 17 de agosto e divulgada nesta quarta-feira (28). Não houve nenhuma prisão.

Essa foi a primeira fiscalização em campo, baseada nos alertas emitidos pela Plataforma de Monitoramento com Imagens Satélite Planet.

O sistema usado para a aplicação das multas foi adquirido recentemente pelo governo de Mato Grosso.

 

Fiscalização aplicou R$ 7,5 milhões em multas por crime ambiental em uma área de 1,5 mil hectares desmatados na região de Marcelândia — Foto: Christiano Antonucci/ Secom-MT

Fiscalização aplicou R$ 7,5 milhões em multas por crime ambiental em uma área de 1,5 mil hectares desmatados na região de Marcelândia — Foto: Christiano Antonucci/ Secom-MT

Segundo a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), a área total de desmatamento, apontada em diversas propriedades, é de aproximadamente 1,5 mil hectares em uma área que tem sido foco especial de preservação.

Todos os alertas de desmatamento pelo satélite foram confirmados. Uma parte com sobrevoo e outra via terrestre.

O serviço permite um monitoramento ambiental preventivo, com detecção em tempo real e imagens de alta resolução espacial, que geram alertas semanais de desmatamento.

Com o alerta, o proprietário será identificado por meio do Cadastro Ambiental Rural (CAR), notificado para cessar o desmatamento e autuado.

 

A operação ocorreu entre os dias 13 e 17 de agosto e foi divulgada nesta quarta-feira (28) em Marcelândia — Foto: Christiano Antonucci/ Secom-MT

A operação ocorreu entre os dias 13 e 17 de agosto e foi divulgada nesta quarta-feira (28) em Marcelândia — Foto: Christiano Antonucci/ Secom-MT

A Sema informou que a Plataforma de Monitoramento com Imagens Satélite Planet tem uma resolução espacial de 3 metros e cobre todo o território do estado diariamente, o que permite que as equipes de fiscalização possam identificar a ação no início.

O sistema permite detectar desmates de até um hectare e o monitoramento diário possibilita identificar rapidamente os desmatamentos que estão se iniciando nos três biomas – Amazônia, Cerrado e Pantanal.

A Plataforma traz celeridade na autuação administrativa, responsabilidade criminal e obrigação de reparar o dano.